DESEMBARGADORA ANILDES CRUZ RECEBE TÍTULO DE CIDADÃ PEDREIRENSE

A desembargadora Anildes Cruz, corregedora-geral da Justiça do Maranhão, recebeu o Título de Cidadã Pedreirense e a Comenda Corrêa de Araújo, as mais altas honrarias do munícipio, nessa quinta-feira (1º), em Sessão Solene, realizada no Plenário Messias Rodrigues, na Câmara de Vereadores de Pedreiras. A concessão dos títulos foi aprovada pela Câmara Municipal por meio do Decreto Legislativo nº 01/2017, proposto pelo presidente da Casa, vereador Bruno Curvina, e aprovado por unanimidade no último dia 6 de abril.
Bruno Curvina abriu a sessão ressaltando o período em que a juíza Anildes Cruz  exerceu a magistratura no município de pedreiras. "De 1986 a 1992 a magistrada distribuiu Justiça para a nossa população, mesmo em um período ainda incerto de redemocratização desse país", falou ao Plenário.
O presidente do Legislativo municipal pedreirense, disse ainda que poderia discorrer sobre diversas ações realizadas pela juíza na comarca, mas que ressaltaria, simbolicamente, a tranquilidade das eleições municipais presididas pela então juíza Anildes Cruz, à época respondendo pelo Eleitoral. "Em seus 39 anos de dedicação exclusiva ao labor de distribuir Justiça, a homenageada tem dignificado o Poder Judiciário, que o faz cumprir seu papel social de chegar até a população mais carente", finalizou Curvina.
O desembargador Marcelino Chaves Everton prestigiou a concessão do Título de Cidadã Pedreirense à corregedora. "Sinto-me honrado em participar desse momento, uma justa homenagem àquela que por muitos anos dedicou sua vida a esta comarca de Pedreiras", ressaltou o desembargador que também atuou como juiz na comarca.
A juíza Larissa Tupinambá discursou representando os magistrados da comarca, e destacou que a partir daquele momento a corregedora Anildes Cruz se tornava parte de Pedreiras, pois foi adotada pela cidade. "Desembargadora, as suas raízes não saíram daqui, mas, a partir de hoje, sua essência pulsa neste lugar e se firma no coração de nossa gente", disse emocionada.
"Agora a senhora se torna conterrânea do poeta do povo, o saudoso João do Vale, músico, e compositor, humilde de recursos materiais, mas rico em inspiração, coragem e determinação, forte e destemido como o carcará de sua letra e sensível com a flor que se pisô na cancão do tocador", finalizou a juíza.

As autoridades presentes à solenidade endossaram a honraria à magistrada, em reconhecimento à sua trajetória profissional enquanto juíza da comarca.
AGRADECIMENTO – A desembargadora Anildes Cruz, em discurso emocionado, relembrou a trajetória de sua atuação na comarca, e disse que era com grande alegria que retornava à Pedreiras, depois de tantos anos dedicados ao ato de distribuir Justiça, para receber tamanhas homenagens. "Nos anos que aqui estive, dediquei meu tempo para responder aos anseios dos que buscavam a Justiça, tentando, sempre, dar razoável duração ao processo e almejando, sempre, o acordo judicial diante dos conflitos que se apresentavam", ressaltou.
A desembargadora corregedora disse, também, que apesar de ludovicense, não deixou de se sentir cidadã pedreirense, devido em grande parte, à receptividade que sempre foi peculiar ao povo do município. "A partir de agora o que era apenas sentimento, passou a ser concreto, a magistrada Anildes Cruz é cidadã pedreirense, muito obrigado", finalizou.
Participaram da cerimônia de homenagens, o prefeito municipal de Pedreiras, Antônio França; os juízes auxiliares da Corregedoria Geral da Justiça, Gladiston Cutrim, e Rosângela Prazeres; os magistrados da comarca, Marco Adriano (1ª vara), Ana Grabriela Everton (2ª vara), e Artur Gustavo do Nascimento (juizado especial); o coordenador da Defensoria Pública de Pedreiras, advogado Evaldo de Sousa Filho; o delegado de Polícia Civil, José Pacheco; o subcomandante do 19º Batalhão da Polícia Militar, major Jean James Costa; além de todos os vereadores do município, e secretários municipais.   

Márcio Rodrigo
Assessoria de Comunicação

Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão
Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.