COLUNA AR-15: Eleições – Análise de conjunturas III


Pois é, nessa ultima análise de conjuntura eleitoral, analisaremos as sacristias e capelas, já que começamos por catedrais e basílicas e seus arcebispos e cardeias, fomos a dioceses e paróquias e discorremos sobre seus bispos, padres e pastores e agora desceremos às sacristias e capelas e falaremos de seus coroinhas, capelões e sacristãos. Passemos a discorrer sobre nossos pretensos representantes no legislativo estadual 

Pedreiras já foi mais rica em qualidade e quantidade de seus representantes na Assembléia. Na década de 60 houve uma legislatura em que tivemos ao mesmo tempo 03 deputados estaduais filhos daqui e residentes aqui: Antenor Amaral, Vicente Celestino e Zeca Branco (avô de Klebinho Branco). O pedreirense Eurico Ribeiro foi deputado estadual várias vezes e como Presidente da Assembléia Legislativa assumiu o governo do estado e fez uma revolução administrativa no Maranhão como nunca visto até hoje em sua história. Por muitos anos tivemos dois concomitantes: ou Josélio Branco e Carlos Melo ou Carlos Melo e Kléber Branco do final da década de 70 ao início da de 90. Depois deu-se início a uma enorme abstinência de prestígio e representantes nessa área que durou quase 20 anos. Daí fomos contemplados com dois anos de mandato tampão da ex-prefeita Graça Melo em 2001-2002. E em 2010 elegemos Raimundo Louro depois dessa longa vacância de liderança nossa na Assembléia Legislativa. 

O papagaio ganhou a eleição praticamente sem grupo político, no peito e na raça, sem o apoio de grandes lideranças e com pouco poder econômico. Deve sua eleição praticamente a sua ex-esposa Fátima Vieira, que renunciou a uma reeleição certa para conferir-lhe o mandato como prova de amor. Beneficiou-se do anseio popular ardente da população em ter um deputado da terra que resgatasse o prestígio político de nossa Princesa há tanto tempo vacante. E admitamos, mesmo seus desafetos, que o Louro fez um bom mandato, colocou Pedreiras e nossa região na prioridade da política do Estado, trouxe obras de relevância, apresentou e aprovou proposições interessantes e foi muito ativo, presente e participativo no cotidiano do município. Raimundo é arrojado, perspicaz, trabalhador incansável, sensível às mazelas de seu povo e vem aprendendo a cada dia mais a fazer política. 

Enfrenta a possível inelegibilidade pela lei da “ficha suja” e por isso ainda não botou sua campanha na rua. E registrou para o caso de seu impedimento um plano B, C e D, que são respectivamente seus filhos Vinícius, Serapião e Priscila. Se não der para ele o escolhido será, infelizmente, Vinícius Louro, atual vice-prefeito de Trizidela do Vale, que tateia no mandato marcado pela falta de empenho em aprender, já que em sua página oficial no facebook faz postagens em que seu próprio nome e da cidade em que é vice-prefeito ele escreve com letras minúsculas, entre outras mazelas gramaticais mais. A sua última pérola foi numa audiência pública para debater concurso público em Trizidela do Vale ter defendido inscrições no concurso somente para os trizidelenses em plena afronta à Constituição Federal e ao próprio nome do tema da audiência: “Concurso PÚBLICO”. Tudo isso para fazer média com o povo presente. E olha que o homem é Bacharel em Direito. 

Serapião se sai muito bem no mandato que vem exercendo como vereador em Pedreiras, vem se esforçando muito para exercê-lo bem, tem se destacado positivamente e é mais precavido que seu irmão Vinícius. Surpreende as expectativas que se tinham sobre ele. Mas a melhor pedida mesmo seria Priscila Louro – a verdadeira política de todos os filhos. Mas um entrave legal traria uma batalha judicial que a faria quase legalmente inviável. 

O papagaio tem chances reais de reeleição, pois além de Pedreiras e Trizidela ampliou muito seus redutos eleitorais em todo o Maranhão. Mas se o candidato for um de seus filhos a coisa dificulta mais. 

O outro candidato a deputado estadual é Klebinho Branco. Herdeiro do espólio político dos Branco, Klebinho dirige o Sistema Cidade de Comunicação que tem a Rádio e TV Cidade de Pedreiras. Foi vice-prefeito de Raimundo Louro de 2001-2004. Vereador no mandato passado, não conseguiu se reeleger para a atual legislatura. Passou os 04 anos no exercício do mandato calado apoiando o desastre do desgoverno Lenoílson. Perdida a eleição, criou o programa Tribuna 101 que passa as manhãs explorando as mazelas políticas e administrativas do atual governo municipal, o que lhe conferiu repentina popularidade graças ao formato do programa e o farto e explosivo material que o governo Totonho lhe dá com suas ingerências e omissões governamentais. Não conseguiu se reeleger vereador, almeja ser deputado. Como? Das duas uma: ou acredita na inviabilidade da candidatura do Louro e no impedimento legal desse receberia o derrame dos votos do papagaio nele como candidato da terra, ajudado ainda pela popularidade do Tribuna 101 ou sua candidatura é um mero projeto para ajudar a melar o projeto da reeleição de Raimundo, seu ferrenho adversário, pois não tem outro reduto além de Pedreiras. Nem Trizidela. 

Não sei porque os Branco insistem em fazer de Klebinho o político do clã, pois para isso ele não leva jeito. O político de lá chama-se José Branco, que determinaram que seria apenas médico. 

A terceira candidatura é do PSOL e é a militante social Francinete Braga. Desde a adolescência envolvida nos movimensos sociais, especialmente nos movimentos estudantil, de consciência negra, de mulheres, de quebradeiras de côco, de GLBT e de quilombolas. É historiadora pela Universidade Estadual do Piauí com pós-graduações e especializações em várias áreas. Negra, pobre, marginalizada, soube com muita gana e dignidade conquistar seu lugar de destaque na sociedade. É mulher de garra, lutadora, valente, combativa, inteligentíssima, admirável na luta por seus ideiais. Simples e envolvente, sua paixão pelas causas sociais contagia seus ouvintes. Passa 24 horas do dia envolvida na luta por justiça social. É desse tipo de gente que o Brasil mais precisa. E possivelmente será ela que terá o meu voto. 

As pipiras também aparecerão nesse cenário para o legislativo estadual. Especialmente uma tal de Ana do Gás. O gás que era para trazer desenvolvimento, riqueza e emancipação do nosso povo e região, infelizmente alimenta aos milhões os projetos pessoais de políticos irresponsáveis como ela e seu esposo prefeito e seus apoiadores. E o Ministério Público faz de conta que não vê a compra de lideranças que essa senhora faz por todo o Maranhão com o dinheiro dos royalties do gás de Santo Antonio dos Lopes. Vergonha. Para ela eleição chama-se feira, negócio, menos escolha. Liderança, eleitor e voto para ela chama-se mercadoria. 

E a sorte está lançada. É esperar para ver. Que Deus nos proteja e o Espírito Santo ilumine a mente de nosso povo na escolha de nossos representantes, pois o poder é constituído por Deus.

Allan Roberto Costa Silva, médico, ex-Vereador-Presidente da Câmara Municipal de Pedreiras, membro da Academia Pedreirense de Letras e da Associação de Poetas e Escritores de Pedreiras-APOESP. E-mail: arcs.rob@hotmail.com


 

12 comentários:

  1. ATE QUE EM FIM ALGUEM PRA DIZER QUE ESSE KLEBIM EH UM PICARETA, ESSE VIVICIUS LOURO EH UM GRANDE IDIOTA E ESSA ANA DO GÁS EH UMA CORRUPTA COMPRADORA DE CORRUPTOS. PARABENS DOTOR

    ResponderExcluir
  2. Doutor queira me desculpa a minha inocência e a minha baixa qualidade gramatical porém eu tenho que dizer que após ler todo o cansativo texto que o senhor criou me deixou claro o seu apoio de joelhos a sr. Deputado Raimundo Louro, ao citar até que seus despreparados filhos seriam melhor representante da nossa cidade que o empresário klebinho branco tirando pra me qual quer compromisso de informão que a sua coluna vinha tendo no meu ponto de vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vixe. Eleitor de klebinho é igual a ele não gosta de ler nem sabe ler, achou o testo do allan cansativo porque é preguiçoso pra ler e ainda é burro de não entender porque fica claro que o allan não apoia o raimundo loro infelizmente. e me responda uma coisa, e se apoiassse, seria crime? pelo que entendi o allan disse que vota na doida da francinete e o outro aqui acusando de ele apoair o raimundo louro. eu apoio o raimundo louro e muita gente alias a maioria e o que tem demais nisso? a gente nao é livre pra escolher? e onde que o allan disse no texto que os filhos do raimundo sao melhor que o klebinho? vai aprender a ler analfabeto. é tu e teu candidato que tem que aprender igual o sarapião e o vinicius.

      Excluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkk
    Tem gente que escreve um texto (coisa qualquer), e depois comenta como se ANÔNIMO fosse. E é.
    kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Rapá mais vai ter a caneta boa de verdade assim. Só dá dentro.
    Valeu, cara! A melhorzinha mesmo é a Francinete e olha lá.

    ResponderExcluir
  5. Análise sobre a análise do Dr. Analista

    Sempre gostei de deixar bem claro que não gosto de travar debates na internet (face e blog), por razões das pessoas aqui na rede social não mostrarem a "cara". Aqui, as pessoas se escondem por trás de um pseudônimo e, quando não concordam com a ideia de outrem, baixam o nível, apelando para a vida pessoal. Porém, como o meu comentário se trata de uma análise feita por um confrade a quem tem muito respeito, admiração e com quem tenho aprendido muito, no caso, DR. ALLAN ROBERTO, que o caríssimo amigo me permita dizer-lhe o seguinte sobre a sua análise:

    1. Quando o analista se refere ao Deputado Estadual da nossa região, em que joga confetes e o faz elogios de alta nobreza e conceito, eu me pergunto que quem o faz é mesmo o AR-15 ou a pessoa elogiada em seu texto é mesmo o nosso representante no Legislativo Estadual. Como diz o ditado que Deus não dá asas à cobra, penso que nessa hora o analista deixa de ser um brilhante ser alado e rasteja em seus comentários;

    2 - Sobre o pejorativo comentário de um dos filhos do Deputado, vice-prefeito de uma cidade vizinha, o meu nobre analista mais uma vez pecou: entrou na questão pessoal do rapaz, falou da forma como o rapaz se expressa no face ao usar letras minúsculas em nomes próprios, tais como, o seu e o da cidade a qual é autoridade. Bacharel em Direito ou não, independente de estar vice-prefeito, o jovem até onde eu conheço não é capaz de maltratar um cidadão humilde ou dar coice nas pessoas. Reconhece e fala com todas as pessoas quando chega em determinado lugar público, coisa que quem deveria fazer e dar exemplo como chefe maior de um município, não o faz.

    3 - A análise embora perfeita está recheada de fatos políticos, porém, com pitadas pessoas.

    JOAQUIM FERREIRA FILHO
    Rua Corinto Nascimento, 39 - Goiabal - Pedreiras/MA
    (99) 8110.3668
    jofefipoesia@bol.com.br
    po.eti.zando@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro amigo e confrade, obrigado pela crítica. Ela é bem vinda e salutar. Discordo em partes dela, porém a aceito e respeito; tanto de você como de qualquer outro leitor do blog e/ou cidadão. Me ensina e aprimora meu senso de lavra. O processo cognitivo, de inteligência, pressupõe a divergência. E como nós escritores não escrevemos para nós, mas para os outros, as interpretações são livres e essa é a maravilha e o prazer da escrita/leitura - a livre interpretação e manifestação de ideias.
      Quem dera todos os comentaristas e críticos daqui pudessem externar sua identidade para podermos batermos papos como esse daqui agora, pois no anonimato fica difícil.
      Aguardo novas análises e críticas.
      Abraços de força, fé e esperança!

      Allan Roberto

      Excluir
  6. A propósito da oração "E o Ministério Público faz de conta que não vê a compra de lideranças que essa senhora faz por todo o Maranhão com o dinheiro dos royalties do gás de Santo Antonio dos Lopes.", certa vez ouvi de uma pessoa do meio jurídico que "o Ministério Público é como peito de homem, não serve para nada." Não concordo plenamente com a afirmativa, mas a instituição ainda está muito distante de cumprir a contento as suas funções. A nomeação da chefia do Ministério Público pelo chefe do Executivo, a meu ver, é uma imoralidade. Aqui mesmo em Pedreiras, considerando-se a roubalheira das verbas públicas apenas de 1997 para cá, que somam milhões, não se tem notícia da recuperação de um centavo sequer. Sabe-se que o Ministério Público depende de decisões do Judiciário, mas se houvesse contra a corrupção o mesmo empenho que dedicaram à rejeição da PEC 137, certamente o cenário seria outro. Mas muitos não são de se estressar no combate à corrupção, que corre solta para o agigantamento do sofrimento dos mais necessitados, que permanecem sem perspectiva de superação do atraso e da injustiça social.

    ResponderExcluir
  7. O autor do texto escreveu "quebradeiras de côco", depois de falar das deficiências em Língua Portuguesa do vice-prefeito Vinícius Louro. Mas não se deu conta de que o uso do acento circunflexo para indicar a sílaba tônica, no caso dessa palavra, há muito fora abolido. Está errado escrever-se "côco". O correto é coco. Com acento circunflexo pode-se escrever "cocô', mas coco, jamais. É aquela velha fábula do macaco, que de tanto olhar para o rabo do outro esquece-se do seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Profa. Sandra Bastos6 de agosto de 2014 23:07

      Discordo em duas questões aqui: primeiro não tem como comparar o preparo linguístico do Allan com o do Vinícius como o nobre comentarista deixou entender nas estrelinhas do seu errôneo comentário; segundo não está errado escrever-se "côco", pois o acento aqui na reforma ortográfica não foi ABOLIDO, ficou facultativo, opcional. Portanto, é correto, sim, escrever-se "côco".
      No afã de querer atacar o autor ou defender o aliado piriquito, o comentarista anônimo terminou fazendo "cocô" no que escreveu.

      Profa. Sandra

      Excluir
  8. Todos os textos do Dr. Allan são ótimos, mesmo descordando as vezes de alguns. Um cara super competente no que escreve, são poucos aqui em Pedreiras e Trizidela que escreve como este homem, textos que não me canso em ler, me lembra muito os textos de Reinaldo Azevedo da Revista veja. Parabéns Dr. Allan que Deus te abençoe sempre.
    J.S.Silva

    ResponderExcluir
  9. Gostei Drº Alan Também vou votar na Francinete Braga..Essa mulher guerreira e que sabe como ninguém os problemas que afligem a população.

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.