QUEM SE IMPORTA?


POR: JOAQUIM FILHO

Todas as noites, quer chova, faça calor, frio ou tenha lua, ou não, ele está na Praça do Jardim, ponto de encontro no centro da cidade de Pedreiras que se tornou um local notívago de diversão, encontro e praça de alimentação da sociedade pedreirense e visitantes.

Ele não só está na praça todas as noites, como tem a penitência de passar em todas as mesas dos restaurantes que ocupam a praça, com a mesma conversa e gestos já conhecidos: estende a mão e com um semblante de misericórdia, pede um trocado, um gole de refrigerante, uma sobra de comida ou mesmo uma quentinha dizendo que vai levar para os filhos que estão em casa passando fome.

Como qualquer cidadão brasileiro, esse sujeito tem nome, e, seu nome é ENEIAS DA SILVA FRAZÃO, morador da Rua Beira Rio, nº 398 - Campo da Boaiada, Pedreiras - MA. 

Conhecido na cidade de Pedreiras pela alcunha de "SELADO", e acredito, que qualquer pessoa que já esteve na Praça do Jardim, aqui na cidade de Pedreiras, já deve ter visto esse cidadão perambulando de mesa em mesa em busca de migalhas para ter alguns instantes de "dignidade" - matar a fome.

Ontem à noite, após a pré-convenção do meu amigo Pastor Bel, mais ou menos umas 20h, fui com minha família à referida praça comer uma pizza e aproveitar para levar meu neto Ryan que está passando uns dias com o vovô e, ainda não tinha visitado aquele espaço de lazer e entretenimento, quando de repente "SELADO" chegou, falou comigo e como havia uma cedeira desocupada, ele sentou-se e ficamos conversando por alguns instantes. 

Aproveitou para comer uma fatia de pizza, tomar um pouco de coca-cola e de forma espontânea começou a contar a sua vida: segundo o rapaz, ele trabalhou por 16 anos na Prefeitura Municipal de Pedreiras, tanto na parte de limpeza pública, como no setor de correição e, que, sem nenhuma explicação fora demitido do emprego, ficando à mercer do tempo, da injustiça social e da falta de amor das pessoas, que segundo ele, não estão nem aí para ninguém.


QUEM SE IMPORTA?

Perguntei para "Selado", por que ele não procura um emprego e sai dessa "vida" de estar pedindo, pois o trabalho seria a forma mais correta dele ganhar a vida com dignidade. Ele me respondeu que devido ele já está nessa condição, ninguém acredita nele, o vê como um mendigo, um mal-trapilho ou um cachorro.

"Seu Joaquim Filho, eu queria voltar a ter a minha dignidade, uma carroça já seria suficiente para eu voltar a trabalhar e sair dessa vida miserável de estar pedindo e incomodando as pessoas. Se uma pessoa comprasse uma carroça e me desse, eu prometo para o senhor que eu sairia dessa vida."

Segunda-feira, vou procurar meu amigo NETO CORINTO, apresentador da TV Rio Flores e meu amigo HIDELBRANDO SOARES, da Band Pedreiras para vermos a possibilidade de fazermos uma campanha para esse rapaz nunca mais ser visto na Praça do Jardim pedindo a um e outro, um trocado ou resto de comida.

Foto: Wellington Lima
Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.