QUANTO CHORO AINDA SERÁ PRECISO PARA A SOCIEDADE REAGIR CONTRA O TRÁFICO DE DROGAS?


Apresentador Chico Corinto chora durante o programa ao falar de Dr Allan, o médico, amigo que salvou sua vida. Frustrado, chorou por não poder ajudá-lo, hoje, no alto de sua doença: a dependência química.

QUANTOS PAIS, QUANTAS MÃES, IRMÃOS, SOBRINHOS... QUE TODOS OS DIAS CHORAM PELA DOR DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

O CHORO DO APRESENTADO CHICO CORINTO, NO PROGRAMA NA MIRA DA RECORD, É O CHORO DE TODA UMA SOCIEDADE QUE SOFRE, MUITAS VEZES CALADA PELO TERROR QUE ESSE MAL PROVOCA. 

4 comentários:

  1. Quero deixar aqui meu apoio e minhas orações por todos aqueles que sofre com esse mal que vem se manifestando no seio de muitas famílias...e de modo especial ao Dr. Alan que além de um bom médio é o ser humano com sentimento humano que ajuda a salvar tantas vidas mesmo diante da situação que se encontra a saúde de Pedreiras. Rezo Dr. por você pra que volte a fazer o que Deus planejou pra você, que é salvar vidas, saiba que a luta é grande, mais, maior é a vitória.

    ResponderExcluir
  2. Precisamos ter a sensibilidade de compartilhar a dor do nosso semelhante, Chico certamente esse choro veio pra demonstrar o quanto precisa olhar ao nosso redor e ver quanto temos que nos preocupar e tentar ajudar as centenas de pessoas que estão se escondendo nesse mundo obscuro que certamente é uma droga.

    ResponderExcluir
  3. Onde vamos chegar?
    Todos os dias milhares de famílias choram a dor de verem seus filhos destruídos por este mau, estive este fim de semana em Pedreiras e fiquei triste com o que vi, jovens perambulado pelo mercado central completamente drogados, sem nem uma perspectiva de vida. Me lembro que a mais ou menos vinte anos atrás não se via estas coisas na nossa cidade. E se nada for feito ainda veremos coisas muito pior. Uma tristeza enorme por saber que o Dr. Alan teve a infelicidade de estar neste caminho. Força, muita força para ele e toda a sua família que precisam muito de velo liberto. Que Deus os abençoe..
    Francivaldo Pires

    ResponderExcluir
  4. A dependência química é uma das questões de mais difícil resolução, porque além das drogas envolve a busca da efetivação dos direitos fundamentais sociais e individuas.
    Diante da repercussão do caso do Dr. Allan e dos prejuízos causados pelas drogas na sociedade este é o momento oportuno para os órgãos que compõem o Sistema de Justiça juntamente com o Poder Público e a Comunidade refletirem, discutirem sobre a implantação de políticas públicas sobre drogas. Constata-se que a falta de eficiência, eficácia e efetividade do poder público é uma problemática que merece ser amplamente discutida.Se faz necessário e urgente o controle social através da atuação dos Conselhos Municipais de Políticas Públicas.A título de exemplificação, podemos citar o COMAD (Conselho Municipal Antidrogas). O poder público deveria desencadear uma ação conjunta no sentido de prevenir, cuidar e coibir o uso indiscriminado de drogas ilícitas. A questão das drogas em Pedreiras é um problema seriíssimo que merece atenção das autoridades, tendo em vista que se trata de um problema de saúde, segurança e educação pública que afeta a economia porque se investe inadequadamente no cuidado sem se preocupar em prevenir e coibir.
    Existem inúmeras famílias em Pedreiras sofrendo por conseqüência das drogas. Além do crack, uso de anabolizantes (as chamadas “bombas”) e até (pasmem!) óleo de cozinha é uma prática que está sendo disseminada entre adolescentes e jovens, trazendo conseqüências irreversíveis para saúde física e mental, levando os mesmos aos postos de saúde, hospitais e até mesmo ao óbito. A busca desenfreada pelo corpo perfeito está provocando um distúrbio psicológico chamado Vigorexia,ou transtorno dismórfico muscular, que é um distúrbio já classificado como uma das manifestações do transtorno obsessivo-compulsivo. Em certos aspectos, vigorexia e anorexia nervosa são desordens semelhantes, na medida em que interferem na visão desvirtuada que os portadores têm do próprio corpo. A autoimagem distorcida leva os portadores de vigorexia à prática exagerada de exercícios físicos e ao consumo de anabolizantes em busca do corpo perfeito de acordo com os padrões de beleza impostos pelos valores da sociedade contemporânea. Um exemplo disso é o caso do menor D. C. F. C., neto de Dona Francisca Edite que há muito tempo vem buscando incessantemente ajuda junto a Promotoria. O caso do menor D. não é um caso isolado.
    Somam-se à questão das drogas, as graves conseqüências da ineficiência da gestão pública evidencia clara que o município de Pedreiras está passando por uma crise sem precedentes em todas as áreas, principalmente nas áreas econômica e educacional, pois é a partir do mundo econômico que o mundo do trabalho desenvolve um conjunto de atividades estatais, voltadas para canalizar recursos para o financiamento das políticas sociais, a fim de que os objetivos da CF supracitados sejam alcançados e somente através de uma educação de qualidade é que se desenvolve o cidadão crítico, reflexivo, capaz de interagir na sociedade.
    Existem outras questões que podem ser levantadas, mas, neste momento é imprescindível que o poder público local cumpra seu papel com eficiência, eficácia e efetividade. As drogas é apenas um exemplo de como o três poderes pode atuar na formulação de uma política integrada e se mobilizarem através dos conselhos municipais, das secretarias para traçarem um plano de ação, uma rede de proteção que possibilite prevenir, cuidar e coibir. Finalmente, falta bom-senso por parte das autoridades do município de Pedreiras. E a população é co-responsável por todos estes abusos que está acontecendo em Pedreiras. SOBERANO é o POVO.

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.