CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA DE PEDREIRAS: O POVO QUER; MAS BEM LONGE DA CIDADE!


A população de Pedreiras foi pega de surpresa no final de mês de abril. A comunidade que convive com tempos de criminalidade em alta, está espantada com a iniciação repentina do projeto de REFORMA E AMPLIAÇÃO DO CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIO DE PEDREIRAS, que começou de forma sorrateira, sem ao menos, a população ser ouvida.

A obra, que já licitada e se encontra na fase de preparo do terreno, não tem a aprovação da população pedreirense e trizidelense. A povo reclama que o estado não domina o Sistema e que deixa muitas falhas, sendo muitas vezes, incapaz de nos proteger ou mesmo conter a vinda de novos criminosos para a região. 

Secretário Sebastião Uchôa com Dep. estadual Raimundo Louro e demais gestores após reunião sobre CDP em Pedreiras (Foto:Clayton Montelles)

A situação é complicada! Nesta quarta-feira (30), o Sejap recebeu a visita de gestores e representantes políticos de Pedreiras, e atendeu o pedido para que se possa estudar uma alternativa para a mudança do local que funcionará o Centro de Detenção Provisória de Pedreiras

A secretaria de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária analisará, após reunião realizada na sede do órgão, a mudança do local em que funcionará o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedreiras. O encontro que foi solicitado pelo deputado estadual, Raimundo Louro, teve como objetivo levar aos gestores do órgão algumas questões da população do município.

De acordo com Raimundo Louro, a população está insatisfeita, pois o projeto visa que essa nova unidade prisional seja na área urbana da cidade. Desde 2001, Pedreiras conta com um Centro de Ressocialização e no terreno funciona também uma Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), segundo o deputado, este seria o local ideal para a nova unidade.

Secretário Sebastião Uchôa durante reunião com Dep.estadual Raimundo Louro, Padre José Geraldo, Sousa, Ivaldo Lima e Jacinto Gonçalves (Foto: Clayton Montelles)

A sociedade de Pedreiras não é contra o novo presídio, apenas solicita que seja em um outro local. A sugestão é que seja ao lado do já existente, localizado a cinco quilômetros da cidade e possui área suficiente para o projeto”, frisou.

O secretário de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa, esclareceu que a ideia de reforma e ampliação da Delegacia Regional de Pedreiras para que se adeque a Centro de Detenção Provisória também foi estratégica. “A separação física dessa unidade com as demais é importante para evitar o contato com outros internos. O CDP será parte fundamental no trabalho de ressocialização que já conta com a outra unidade prisional e a Apac para contribuir com esse processo no município”, acrescentou.

O Centro de Detenção Provisória que funcionará na cidade terá papel de regional, recebendo internos de Trizidela do Vale e adjacências, impedindo o envio desses para a capital. “A partir disso poderão cumprir pena próximo de seus familiares como determina a Lei de Execução Penal”, explicou Uchôa.

Para o padre José Geraldo da Paroquia de São Benedito de Pedreiras, a visão humanizada que está sendo dada ao sistema carcerário pela Sejap e também com relação à população é primordial para entender a situação “Não somos contrários a unidade, mas queremos evitar um desgaste e agir para o bem de todos. A mudança para outro lugar seria a melhor alternativa”.

Participaram da reunião, o subsecretário do órgãos, Mário Leonardo Pereira Jr.; o assessor jurídico e engenheiro da Sejap Wellington Dias e Luis Carlos, respectivamente; representantes do banco BNDS e da empresa responsável pela obra.


VEJA A JUSTIFICATIVA DO EDITAL DA COMISSÃO CENTRAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO – CCL PARA CONTRATAÇÃO DO PROJETO BÁSICO DA OBRA. SINTA O DRAMA: 

 CLIQUE NA IMAGEM PARA VER O EDITAL
CLIQUE NA IMAGEM PARA VER O EDITAL

4 comentários:

  1. esse presente de grego foi doado ao povo de Pedreiras pelo nobre deputado

    ResponderExcluir
  2. O que o Sousa e o Lima faziam nessa reunião?!?

    ResponderExcluir
  3. o sousa foi tentar negociar vender as quentinhas para os presos, o lima já está em campanha e almeja a prefeitura de Pedreiras ja que foi prefeito durante 8 anos. o deputador raimundo loiro tentado se desculpar pois foi ele quem trouxe o presidio para pedreiras, e agora quer ser o pai da criança dizendo que nao aceita a extensão do presidio dentro da cidade. o padre um representante de Deus aqui na terra está em todo os lugares em todas horas lutando pelo bem de todos. e finalmente o JACINTO parece que definitivamente que vai aceitar aquilo que é um desejo da maioria da população de pedreiras que disputar a eleições para prefeito de 2016. acreditamos que o nome do jacinto que é um homem de passado limpo e de futuro brilhante, empreendedor arrojado cumpridor de seus deveres e ainda tem a seu lado uma grande mulher com trabalho social prestado na área da saúde neste comunidade ao longo dos anos principalmente com os menos favorecidos. VAI LÁ JACINTO EM 2016 ESTAMOS JUNTOS!

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkk, acho q o jacinto tava lá era acertando a venda do material de construção do presidio.

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.