Procurador Geral da República pede cassação de Roseana Sarney

A vitória da persistência, afirma Simplício sobre parecer de cassação de Roseana


Publicado em 7 de agosto de 2013 por johncutrim
O Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, pediu, na tarde desta quarta (07), a cassação da governadora Roseana Sarney (PMDB) por abuso de poder político no uso de convênios às vésperas das eleições de 2010. Em maio, o deputado federal Simplício Araújo (PPS) esteve com o Procurador, ocasião na qual pediu pressa à Procuradoria-Geral da República na emissão do parecer sobre recurso em tela. “Estamos diante da vitória da persistência, do empenho em acabar com as mazelas que atrasam o Maranhão”, afirmou Simplício Araújo ao saber do resultado do parecer do Procurador.
“Recebemos, no início da noite desta quarta-feira, a informação que o nobre Procurador Geral reconheceu que houve abuso de poder econômico e de autoridade por parte da governadora Roseana Sarney. O que já era de conhecimento dos maranhenses tomou forma e agora cabe ao TSE enterrar, de uma vez por todas, os desmandos que assolam nosso estado há 50 anos. Nossa cobrança agora é para que o TSE inclua na pauta esse recurso, o mais rápido possível”, afirmou Simplício.
Em sua decisão, o Procurador afirma que o governo do Maranhão intensificou a celebração de convênios e a transferência de recursos aos municípios e entidades comunitárias no primeiro semestre do ano da eleição, especialmente no mês de junho e nos três dias que precederam a convenção destinada à escolha dos nomes de Roseana e Washington.
O objetivo, segundo a procuradoria, era realizar com a maior rapidez possível, antes do período vedado, o financiamento de obras diversas, como pavimentação de dezenas de cidades, construção de quadras poliesportivas e estádios, distribuição de casas populares, recuperação de estradas vicinais dentre outros.

vixe...


“Todas as minhas ações foram dentro da lei”, diz Roseana Sarney após parecer de Roberto Gurgel



(Foto: Biné Morais /O Estado)
(Foto: Biné Morais /O Estado)
A governadora Roseana Sarney (PMDB) se posicionou ainda na noite desta quarta-feira (7) sobre o parecer do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pela cassação do seu mandato e do vice-governador Washington Oliveira (PT).
Segundo ela, todas as ações contestadas pelo ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) no Recurso Contra Expedição de Diploma (RCED) protocolado na Justiça Eleitoral foram “transparentes e dentro da lei”.
“Tenho minha consciência tranquila. Não fiz nada de errado. Todas as minhas ações foram transparentes e dentro da lei. Não devo nada”, declarou, de São Paulo, onde acompanha o pai, senador José Sarney (PMDB-AP), em tratamento médico.
A governadora também deu a entender que não deve renunciar, como se especula nos bastidores políticos, caso o processo se dirija para a cassação.
“Não temo nada. Meu mandato é dedicado à causa popular e pretendo exercê-lo até o final”, completou.

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.