COLUNA AR-15: Salve Chávez! Viva a Revolução!



Perdemos Hugo Chávez. Toda a América Latina, a África, parte da Ásia e da Oceania e os oprimidos e explorados deviam estar tristes por esse fato e essa perda precoce para o mundo. Os opressores e inimigos da justiça social estão felizes, pois o mundo perde um grande e valente guerreiro das causas libertárias, contra a concentração de renda nas mãos de poucos enquanto muitos que a constroem passam fome e vivem miseravelmente, pois lhes é negado o direito de desfrutar da riqueza que produzem – a isso se conceitua injustiça social.

O coronel venezuelano tomou o poder lá à força para fazer justiça a seu povo. “mas comeu o pão que o diabo amassou” até chegar a presidência da república. Os ricões da Venezuela acolitados pelos demais imperialistas do mundo tentaram demonizar o homem; e mesmo depois dele presidente, prenderam-no e o apearam do poder. Mas o seu povo bravamente o libertou do cárcere e o devolveu a presidência da república. Recentemente, há apenas 15 dias tinha sido reeleito pela quarta vez presidente da república da Venezuela, onde seus sucessores devem dar continuidade a sua “revolução bolivariana”, que distribui a vasta riqueza do petróleo venezuelano ao seu povo mais pobre, garantindo a todos, saúde e educação de qualidade e de acessos universais, alimentação balanceada aos pobres e emprego a massa empobrecida, além de oportunidades iguais a todos.

Aqui no brasil, mesmo contra a vontade do seu amigo lula, enfrentou e peitou Sarney, que o criticou de ditador desleal, desnudando o ex-presidente e o calando. E foi o único chefe de estado que veio ao maranhão dar apoio a Jackson Lago na covarde peleja judicial que o afastou do poder, entregando-o a Roseana, patrocinado pelo traidor Lula.

Perdemos Hugo Chávez, mas com certeza, Deus providencia o renascimento de outros Che Guevara, Fidéis Castro, Sandinos, Daniéis Ortegas, Margaridas Alves, Chicos Mendes, Herzogs, Mariguelas, Lamarcas, Padres Josinos e homens como D. Pedro Casaldáliga e D. Helder Câmara e tantos outros mártires das causas populares que esse mundo ainda precisa tanto. Pois acredito que o céu começa por aqui, já que o cristo que conheço multiplicou peixes e pães quando se deparou com multidões famintas e curou doentes quando encontrou leprosos, cegos, aleijados  e pessoas com hemorragias. Reprovou comportamentos omissos, a tirania, injustiça e ostentação de riqueza e elevou a humildade. Portanto, a luta por justiça social é obrigação de todos e a realização dela é, em minha opinião, um dever cristão.

Chávez deve estar no céu da justiça social, no Panteão dos bravos e combativos heróis. O coronel cumpriu sua missão que o perverso câncer interrompeu. Cabe a nós aqui ir lutando para diminuir o inferno que nos rodeia e maltrata nossos irmãos mais humildes. E como já se conhece o ditado: “mata-se uma rosa, mas jamais conseguirão impedir a chegada da primavera’’.

Vá em paz, comandante Hugo Chávez, que por aqui daremos continuidade a suas lutas e vitórias.

Allan Roberto Costa Silva, médico, membro da Academia Pedreirense de Letras - APL, da Associação de Poetas e Escritores de Pedreiras - APOESP e ex- vereador-presidente da Câmara Municipal de Pedreiras. E-mails: allanrcs@bol.com.br e arcs.rob@hotmail.com

4 comentários:

  1. Perdão por discordar Alan, mas colocar esse moço como o salvador da Pátria Venezuelana é no mínimo temerário: Esse rapaz até fez algum avanço na diminuição da pobreza, mas mesmo a economia, que responde pelo grosso de sua popularidade, apresenta hoje problemas sérios, que mais cedo ou mais tarde cobrarão seu preço aos venezuelanos. A inflação é elevadíssima, tendo atingido 23,2% em 2012 --e isso, vale lembrar, num contexto em que praticamente todos os países do globo foram capazes de contê-la em níveis bem mais baixos. Pior, ela vem acompanhada de desabastecimento. Falta um pouco de tudo na Venezuela, de itens alimentares como açúcar, frango, óleo de cozinha e farinha de milho, até energia elétrica. Os apagões, ao lado do racionamento, se tornaram rotina e quem mais prospera é o mercado negro.

    Dilapidou estatais como a PDVSA, gigante do setor de petróleo,e nunca fez investimentos,usou-a só como serviço de caixa para o seu projeto bolivariano, e ela hoje dá claros sinais de esgotamento.

    Vale lembrar que o dirigente só conseguiu fazer o que fez porque surfou num período extremamente favorável para a Venezuela. O país guarda as maiores reservas provadas de petróleo do mundo (297 bilhões de barris), produto que viu seu preço médio saltar de US$ 12,3 o barril em 1998 para US$ 109,4 em 2012.

    Os maiores estragos, entretanto, estão fora da economia. Chávez aprimorou o estilo Fujimori de fazer política, que é o de esticar as instituições até o ponto de deformá-las, mas sem nunca promover um rompimento formal. Foi assim que ele criou uma Superpresidência, que pode mais ou menos tudo, e desfigurou o Judiciário, transformando-o num órgão dócil. Algo parecido ocorreu com o Legislativo, mas muito por culpa da oposição que, num gesto merecedor do troféu Darwin de melhoria da espécie, boicotou as eleições parlamentares de 2005, dando ao Executivo um quinquênio de supremacia absoluta sobre a Assembleia Nacional.Sem falar na intimidação a opositores e jornalistas! Então, esse rapaz não é e nunca deverá ser se Deus quiser um exemplo de bom governante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa pedir perdão por discordar, amigo (a). Vc é livre para tanto, respeito suya divergência e eu até concordo com vc em alguns aspectos de sua argumentação. Mas o que quiz alavancar em meu texto foi a altivez revolucionária de se fazer justiça social na américa latina na qual Chávez é expoente contemporâneo máximo.
      Abraços de força, fé e esperança!

      Allan

      Excluir
  2. Gostaria de comentar que o texto contém alguns erros ortográficos que não são de autoria do autor. Explico: o texto foi enviado ao blog todo em letras em caixa alta (LETRAS MAIÚSCULAS). E ao transformar em texto jornalístico, o gestor do blog não se atentou para algumas palavras que obrigatoriamente têm maiúsculas nas iniciais, como por exemplo: Cristo, Deus, Lula, Coronel, Brasil etc. Peço desculpas aos leitores.
    Abraços de força, fé e esperança a todos!

    Allan

    ResponderExcluir
  3. Allan,

    Eu concordo com o amigo aí de cima.

    O Chavez não fez nada pelo povo Venezuelano, nem tampouco pela América Latina. Hugo Chavez tinha apenas um projeto de poder próprio, que apenas beneficiava a seus aliados, utilizando do dinheiro proveniente do petróleo para fazer assistencialismo. Não tirou a população da pobreza, pelo contrário, apenas afundou ainda mais o povo na miséria, e na falta de perspectiva.
    Infelizmente ele possuia a característica de ser um lider carismático, que exportou pelo menos em parte, o seu projeto de poder para outros países da America Latina, como Bolívia, Equador e Argentina.
    O ideal socialista marxista é muito bonito na teoria, no papel, mas exemplos como o de Cuba, Coréia do Norte, e União soviética mostram que é imposível viver numa sociedade igualitária. Infelizmente.
    Hoje creio que o unico regime "comunista" que funcione seja o Chinês, onde o povo pode desenvolver-se, e acumular riquezas, com mínima intervenção do estado.

    Essa é minha humilde opinião.

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.