O POVO QUER SABER: ENTREVISTA COM IVALDO LIMA


Por: Joaquim Filho


               O quadro o Povo Quer Saber, que foi criado exclusivamente para levar informações do meio político local e da região, mais uma vez realiza entrevista com um dos pré-candidatos a prefeito municipal da cidade de Pedreiras.
               O entrevistado dessa vez é José Ivaldo Lima, conhecido por Lima, atual Secretário Municipal de Saúde do Município de Pedreiras, que na tarde de quarta-feira (30), às 16h30min. recebeu em sua residência a visita da equipe Blog Pedras Verdes e, de forma amistosa e simpática concedeu-nos uma entrevista.
                José Ivaldo Lima, que está no cargo de Secretário de Saúde desde a data de 15 de setembro de 2005, nasceu em 15 de fevereiro de 1965, no povoado Serra do Aristóteles, Município de Poção de Pedras, Estado do Maranhão.
           No ano de 1970, com cinco anos de idade, veio com a família morar na cidade de Pedreiras, na mesma casa que ainda hoje pertence à família, na Rua Nova, nº. 96, no Município vizinho de Trizidela do Vale-Ma, que nessa época ainda era um bairro pertencente ao município de Pedreiras-MA.
            Rebento do casal Maria Oliveira Lima e Edeodato Xavier Lima, que além de Ivaldo Lima, gerou três filhas: Maria Nailê Oliveira Lima, Maria Nezilda Oliveira Lima e Maria Neuraci Oliveira Lima de Melo.
               Seus estudos primários foram realizados na Unidade de Ensino Newton Belo. Depois, matriculou-se no Colégio Gonçalves Dias, onde iniciou o ensino Médio, passando pelo Colégio Corrêa de Araújo e concluindo o mesmo no Colégio Olindina Nunes Freire.
                Por não ter tido uma vida muito fácil, pois o menino Ivaldo Lima teve que trabalhar muito cedo, aos nove anos de idade, para ajudar os pais no sustento da família, somente no ano de 2010 concluiu o curso Superior, Administração, na Faculdade de Educação São Francisco – FAESF.
                O período que compreende o término do ensino Médio até a conclusão do ensino Superior, Ivaldo Lima “ralou” bastante onde segundo ele já foi até camelô, realizou vendas ambulantes e feiras em várias cidades da região. Depois foi trabalhar com um tio no Mercado Central de Pedreiras.
                Quando atingiu a sua maioridade, foi trabalhar na loja Armazém Paraíba e depois na loja Armazém Alencar.
                Segundo informações do próprio entrevistado, o mesmo passou uma temporada de sua vida sendo trabalhador autônomo, realizando o trabalho de confecção de cortinas, tapetes, carpetes etc. Nessa época, quem não se lembra do jovem Ivaldo em cima de uma bicicleta carregando o seu material de trabalho e os produtos fabricados por ele?
                No ano de 1988 entrou para o serviço público federal, no órgão ligado à saúde – Superintendência de Campanhas de Saúde Pública -, a antiga SUCAM, instituição que até hoje ainda pertence ao seu quadro de servidores.
                No ano de 1991, casou-se com a senhora Vandeilde Silva Lima, com quem dessa união matrimonial que perdura até hoje, geraram as filhas Bruna Maria Silva Lima e Brenda Maria Silva Lima.
                Segundo Ivaldo Lima, ele conheceu a sua esposa nos movimentos da Igreja Santo Antonio de Pádua, na Trizidela do Vale-MA., movimentos esses que não foram poucos que Ivaldo Lima frequentou: em 1972, com sete anos de idade entrou para o grupo de coroinhas (acólitos). Na adolescência e juventude participou ativamente dos grupos Alegria, Amizade, da Paz até fundar o Grupo de Jovens JUDESC (Jovens Unidos Descobrindo Cristo).
                Quando casou veio morar em Pedreiras, local que mora ainda hoje, na Rua Frederico Bulhão, nº 2077, bairro Goiabal, Pedreiras-Ma.
                Em Pedreiras, continuou ativamente sua vida religiosa engajando-se com sua esposa Vandeilde Silva Lima, na Pastoral Familiar Cristã e há oito anos exerce o Ministério da Palavra.
                A vida social e cultural de Ivaldo Lima é marcada pelas inúmeras agremiações, associações e clubes os quais participara desde a sua adolescência; pois há 23 anos é sócio atuante da Associação Atlética Banco do Brasil – AABB; é sócio-fundador do CRESSUPE; participou de forma dinâmica de agremiações carnavalescas de Pedreiras, como escola de Samba Corsários e diversas charangas; nas festas juninas foi integrante da quadrilha de Cabo a Rabo; foi um participante assíduo e colaborador em diversos movimentos culturais de Pedreiras e atualmente um grande colaborador da arte e da cultura local. Na juventude, participou de movimentos teatrais, shows de calouros e diversos movimentos que eram organizados pelos jovens da igreja, em Trizidela do Vale, que nessa época ainda era bairro de Pedreiras.
                O esporte também foi e ainda é marcante na vida de Ivaldo Lima. De forma saudosista, fez questão de lembrar os times que jogou quando morava na Trizidela do Vale: Royal, Sporting, Atalanta, Santo Antonio e São José de Campos.
                Sobre sua ideia de se apresentar à população pedreirense, como pré-candidato a prefeito de Pedreiras, Ivaldo Lima explica agora, numa entrevista que você pode acompanhar aqui no blog, na íntegra.

JOAQUIM FILHO: Bom, Lima, nós gostaríamos de começar a nossa conversa - geralmente é a primeira pergunta que a gente faz -, perguntando se você realmente é pré-candidato a prefeito municipal de Pedreiras?
IVALDO LIMA: Sim, Joaquim Filho. Realmente, eu estou colocando o meu nome para a apreciação do povo de Pedreiras como pré-candidato. Nosso grupo hoje, nós temos cinco pré-candidatos e, cada um se mostra com o seu perfil e o seu motivo o qual quer ser candidato em Pedreiras. Nós iniciamos esse desafio, assim: nós que conhecemos um pouco da história de Pedreiras; a história política... Não participamos dela porque não tínhamos a oportunidade. Mas nos foi dado a oportunidade de estarmos à frente de uma Secretaria, onde nós estruturamos uma equipe de trabalho que fez um trabalho de qualidade a Pedreiras. Não o ideal! Porque nós buscamos todos os dias melhorar. Tem muita coisa a ser feita ainda. Mas a equipe de saúde de Pedreiras tem feito um trabalho muito grande e, isso, nos leva através do conhecimento adquirido, não só na gestão da saúde, mas participando de toda Administração da Prefeitura do Município de Pedreiras, fez com que a gente visse realmente a possibilidade e engajamento nosso como pré-candidato a prefeito de Pedreiras.
JOAQUIM FILHO: Lima, você hoje faz parte de um grupo que contém cinco pré-candidatos, contando com você: Lima, Walber, Klebinho Branco, Jacinto e Otacílio. Eu gostaria de perguntar para você, se já está decidido pelo Prefeito Municipal de Pedreiras, Lenoilson Passos, se você realmente é o candidato do grupo?
IVALDO LIMA: Não. Não está decidido que eu seja o candidato do grupo. Eu sou um dos pré-candidatos do grupo. É um grupo onde você acabou de frisar o nome de cinco pretensos candidatos. Nós sempre colocamos que seria e, foi um acordo na realidade firmado que iniciou-se por quatro pessoas, que seria o meu nome, (Lima), Klebinho, Walber e Otacílio. Fizemos um desafio há dois anos que quem estivesse melhor nas pesquisas seria o provável candidato a prefeito de Pedreiras, pelo grupo do prefeito Lenoilson. E, nós só levamos ao conhecimento do prefeito Lenoilson um ano depois. Essa é a história, a de que nós teríamos feito esse acordo; e, ele abraçou a causa, onde nós colocamos, se mais alguém do grupo queria também concorrer como pré-candidato, e não se colocou ninguém. Recentemente, há dois meses, o Jacinto também colocou o seu nome; e, nós realmente buscamos outras pessoas do grupo que quisessem fazer parte como pré-candidato. Abrimos esse leque. Está se aproximando o período da decisão. O prefeito Lenoilson - ontem quando estive com ele -, o mesmo mantém a sua palavra de que o escolhido será aquele que estiver melhor condição nas pesquisas, não só com a intenção de voto, mas também de rejeição, ou seja, analisando a pesquisa num todo. Ele garante que vai cumprir a palavra dele e escolher de fato e de direito o que estiver melhor nas pesquisas.
JOAQUIM FILHO: Ivaldo, eu gostaria que você, por exemplo, se o seu nome for apresentado, se o melhor nome for o seu para ser apresentado como pré-candidato a prefeito de Pedreiras. Gostaria que você justificasse porque você quer ser prefeito de Pedreiras e se você está preparado para tal função?
IVALDO LIMA: Joaquim, nós, assim como você que foi criado no bairro Tresidela, hoje cidade de Trizidela do Vale, sabemos todas as conseqüências que nós passamos em um bairro que na época era totalmente discriminado pela Administração do município de Pedreiras. Era um bairro onde praticamente os jovens eram discriminados e, a gente olhando todo um trabalho nosso, da nossa geração, que buscou seu espaço dentro do campo de trabalho onde já é difícil; mas nós conseguimos através do nosso esforço estar à frente de todos os campos de trabalho como eu frisei agora a pouco para você; que trabalhei, não tenho vergonha de dizer, porque eu acho um desafio um homem hoje ser um camelô. Hoje você ter um espaço de trabalho, digamos assim: o comércio de Pedreiras, a concorrência, por ser uma cidade muito urbana. O que me fez fazer tudo isso foi a minha vivência de grupo. Vendo as necessidades das pessoas. Como servidor da Funasa (SUCAM), hoje, nós somos servidores da Fundação Nacional de Saúde, nós passamos a visitar as pessoas mais carentes, nas comunidades, vendo a necessidade de melhorar todos os dias, em todas as áreas. Quando eu fui convidado para ser gestor da saúde onde nós implantamos várias ações que foram implantadas em nosso município, melhorando a saúde. Eu passei a acompanhar as outras Secretarias, vendo os trabalhos sociais, na Educação, na Cultura... Isso fez com que a gente criasse assim, um vínculo de conhecimento maior dentro da Administração Pública. Eu era uma pessoa que conhecia simplesmente na prática. Isso fez com que eu buscasse na FAESF, um curso Superior, que foi na Administração que eu adquiri um pouco da experiência na área de Administração e me fez voltar o meu pensamento para a questão da gestão pública, sabendo que seria um desafio muito grande. Tem muita coisa para ser feita. O conhecimento adquirido das equipes que estão estruturadas, de todo trabalho implantado em Pedreiras, da quantidade de projetos que estão em andamento, de conhecer hoje, em Brasília, em São Luís, por onde trazer os convênios, os recursos destinados ao município de Pedreiras fizeram com que eu realmente pensasse e colocasse o nome da gente para ser apreciado em Pedreiras como pré-candidato. Trabalhando assim, com uma equipe que possa estar somando e trazendo o melhor para Pedreiras.
JOAQUIM FILHO: Lima, caso o seu nome seja escolhido e já pudesse a partir de hoje fazer campanha (coisa que ainda não pode). Isso aqui é só uma conversa. Quais os partidos políticos e quais as lideranças hoje em Pedreiras, quais as entidades você poderia contar para a sua campanha?
IVALDO LIMA: Hoje, nós estamos fazendo parte desse grupo do Prefeito Lenoilson, tem o PTN, PMDB, PT, PRTB, PV, que apesar dos momentos de turbulências que estamos passando, momento que se está definindo a pré-candidatura; mas nós ainda contamos com todos esses parceiros e abrimos espaço para outros partidos e outros grupos para que possam vir conosco. Nós estamos buscando nos grupos da juventude, na área de serviço com os colegas da Sucam, Cressupe, na área de esporte e nos grupos sociais da Igreja. Nós estamos buscando essa parceria, não só na área política, porque nós entendemos que a política, ela não é hoje só uma questão partidária, e sim, uma questão pública onde todos têm que está engajado e pensando realmente no futuro do nosso município.
JOAQUIM FILHO: Lima, você sabe que qualquer nome que sair desse município, dentre os cinco, digamos que saia o seu nome, pois qualquer um desses pré-candidatos será apoiado pelo Prefeito. Gostaria que você respondesse duas coisas: como você avalia o Governo Municipal Lenoilson Passos? Você acredita que o Governo Municipal atual vai ter essa moral para apresentar esse candidato e ter êxito nessas eleições?
IVALDO LIMA: Uma das principais respostas está na quantidade de pré-candidatos que têm. Se tivesse um governo que não tivesse uma expectativa boa, se não tivesse uma avaliação boa da população, não teríamos tantas pessoas querendo sair como pré-candidato, apoiado por esse governo. Nós acreditamos na avaliação do Prefeito Lenoilson, da sua Administração, que gera hoje em torno de 55 a 60 por cento de aceitação. Ele tem sim, a capacidade de indicar o candidato, e que esse candidato que seja qualquer um dos que estão pretensos, se o grupo realmente vestir a camisa e for à luta, também tem a chance de sair vitorioso. Mesmo sabendo que cada política é uma história, é um desafio. Porque tudo que nós estamos vendo até hoje de pesquisas, são intenções de voto, não é o voto ainda. As intenções, elas mudam dia-a-dia. Então, eu acredito muito na Administração do Prefeito Lenoilson. As pessoas que estão hoje, não só o meu nome, mas qualquer um dos outros colegas que estão pré-candidatos possam realmente dar continuidade no trabalho do Prefeito Lenoilson.
JOAQUIM FILHO: Lima, como pré-candidato a prefeito municipal de Pedreiras, eu gostaria de perguntar para você, o que você pensa para Pedreiras? Se você pretende dar continuidade ao trabalho do atual prefeito, ou se você pretende dar outra cara para a cidade? E, dentre as Secretarias que existem, o que você pensa para cada uma, em especial essa que você ora estar secretário?
IVALDO LIMA: Em primeiro lugar, nós gostaríamos de frisar a todos que Pedreiras teve alguns avanços. Teve avanço, sim: na saúde, na educação, no social; e, nós não podemos de maneira alguma dar exclusividade a uma única secretaria. Nós temos que olhar a necessidade como um todo. Nós precisamos ter realmente um investimento maior: na cultura, no esporte, na educação... Melhorar realmente a saúde. A infraestrutura que é tão cobrada, porque realmente é o que é bem-visível. Então, nós pensamos e pensamos ainda também que o Prefeito Lenoilson tem o seu grande sonho, que é fazer da nossa região, uma região turística onde nós temos que fazer uma exploração do nosso representante maior que já se foi, o saudoso João do Vale. Já existem alguns projetos em cima do ecoturismo no povoado Lago da Onça, levando o nome de João do Vale que vai ser inaugurado agora recentemente, o Centro Cultural João do Vale. Temos uma infinita lista com nomes de pessoas que têm a capacidade de melhorar a cultura de Pedreiras, que são os poetas, cantores, compositores... Para você ter uma ideia, Joaquim Filho, você faz parte desse grupo que realmente pensa em melhorar ainda a nossa cultura, pela quantidade de pessoas que vivem hoje da música em Pedreiras. A população de Pedreiras não sabe ainda o valor que tem o seu potencial de pessoas ligadas à cultura de Pedreiras. Outro setor que nós pretendemos melhorar e buscar recursos seria na área de esporte. Justamente, não só o futebol, mas no atletismo e em todas as áreas. Nós ainda entendemos que é o melhor caminho para tirar o nosso jovem de uma doença que vem aumentando em Pedreiras, que é a doença da droga. O que nós temos de jovens hoje viciados em crack e em outras drogas! O que têm de jovens se prostituindo! Tudo pela ausência de um trabalho feito maior no social e também no esporte e no lazer. Então, o nosso pensamento realmente é de olhar a nossa cidade, o nosso município como um todo. Tanto na área urbana como na área rural e, pensando que nós temos um futuro muito grande que é a nossa juventude e, assim termos a capacidade de melhorar as ações destinadas à população de Pedreiras.
JOAQUIM FILHO: Lima, nós ainda vamos voltar a falar sobre saúde, pois é a coisa mais importante que deve ter em um município, e você no momento estar secretário, você é a pessoa responsável por essa pasta. Gostaríamos de deixar bem claro aqui que embora fazendo parte desse governo, neste momento aqui nós estamos como blog, como uma pessoa que está representando uma entidade imparcial, que é o Blog Pedras Verdes. Gostaríamos de saber de você quando é que sai esse nome? O nome que será o candidato do grupo da atual gestão? Comenta-se na cidade: nos bares, nos restaurantes, nas praças, no mercado... Essa insatisfação, esse desejo das pessoas quererem saber logo quem é o candidato. Você não acha que já era para ter saído esse nome?
IVALDO LIMA: Na realidade a expectativa é grande! Nós temos que entender que a política, ela não é feita somente no período da eleição. A política é feita todos os dias. E, com isso, gera uma expectativa muito grande das pessoas que querem ter logo o nome do pré-candidato. Nós fizemos várias reuniões dentro desse grupo onde nas últimas delas tivemos com a presença do Prefeito Lenoilson e outros representantes, além dos cinco pré-candidatos onde tínhamos definido que seria no dia dez. Mas eu acredito que não vai chegar até o dia dez. Eu acho que aproximadamente pelo dia quatro ou cinco já vai estar se tomando essa decisão. Nós esperamos realmente que a população, se é que através de uma pesquisa. Quem vai escolher não é o Lima, não é Dr. Walber, não é Otacílio, não é Jacinto, Klebinho ou Lenoilson. Quem vai escolher é o povo de Pedreiras, o melhor representante para estar disputando; pois a escolha do pré-candidato do Prefeito não quer dizer que vá ser o Prefeito de Pedreiras. Será o candidato que irá disputar as eleições juntamente com os outros grupos que estão sendo formados. Nós ficamos na expectativa mais uma semana e esperamos que seja definido. A especulação é grande, Joaquim Filho! Eu sei que o povo está ansioso. Mas nós sabemos que as eleições - assim como tem o calendário anual -, onde se trabalha cada dia e tem uma data específica de se tirar o título, a data de se fazer o registro. Então, tudo se tem uma data. Nós temos até o dia 30 de junho para fazer a convenção onde se escolhe a definição do candidato. Temos até o dia 05 de julho para fazer e definir junto ao tribunal o registro da candidatura. Então, a expectativa de todos era que saísse logo o nome, para se trabalhar e começar logo a campanha. Mas a campanha não pode começar agora. Eu acho que o Prefeito Lenoilson está preocupado também com isso, de não se desfazer o grupo e manter essa unidade. Mas eu acredito Joaquim Filho, que entre os dias cinco e dez estará se definindo o candidato do grupo do Prefeito Lenoilson.
JOAQUIM FILHO: Lima, vamos voltar a falar de saúde. Nós sabemos que por mais que por mais que a atual Administração tenha feito, algumas pessoas ainda reclamam, ou seja, uma parte da população ainda está insatisfeita. A gente observa que muitas pessoas ainda precisam sair de Pedreiras para irem buscar tratamento de saúde em outras cidades. Constantemente as pessoas saem em ambulâncias de Pedreiras para irem para São Luís, Teresina e Presidente Dutra. Outra coisa: gostaria de saber de você sobre a questão do tratamento dos profissionais de saúde, dos enfermeiros, dos porteiros, dos vigias e de toda e qualquer pessoa que trabalha no hospital e postos de saúde. A gente percebe a reclamação das pessoas pela falta de um bom atendimento. Até a classe médica, às vezes, aqui e acolá trata mal um paciente. Gostaria de saber o seguinte: o seu poder como Secretário é um; o seu poder na qualidade de prefeito, uma vez que você seja eleito, será outro. Você terá um poder bem maior. O que você tem para resolver esses problemas que você tem em “mãos” e o que você faria para melhorar a saúde de Pedreiras?
IVALDO LIMA: Com certeza, nós temos conhecimento, Joaquim. Nós entendemos que precisa ser melhorado. Nós sempre colocamos que a nossa equipe, ela tem feito todo um trabalho voltado ao bem-estar da comunidade. Infelizmente, nem todos os profissionais assimilaram o nosso pensamento. Até porque na nossa Administração, a nossa preocupação maior foi com a infraestrutura da saúde pública de Pedreiras. Uma infraestrutura que nós podemos colocar, não só estrutura de prédio, mas de equipamentos, de viaturas, de recursos humanos. Então, tudo isso nós precisamos trabalhar nesse primeiro momento. Nós estamos há mais de ano trabalhando a questão humana, a humanização do serviço. Nós podemos observar a quantidade de pessoas que realmente entraram e saíram. Sendo demitidas, afastadas e transferidas dos seus cargos e de setores porque não estavam correspondendo com aquilo que a gente sempre teve como desejo maior, que era dar um atendimento melhor e de qualidade. Nós temos várias dificuldades, principalmente com os recursos humanos - a falta de profissional. Porque hoje nós temos “profissionais” e profissionais. Pessoas que foram formadas que têm a formação acadêmica, mas não tem a formação humana de atender a pessoa como ser humano. Por outro lado, nós temos a deficiência de falta de profissional no mercado. O Maranhão, o Brasil não tem estrutura médica para tender toda a sua população. Falta médico no mercado, principalmente especialistas como anestesistas, pediatria, ginecologia e outros segmentos da saúde, que nós ainda temos deficiências. Muitas vezes as pessoas perguntam por que o “profissional fulano” ainda está trabalhando no município, se ele é grosseiro com a população e não atende bem? Muitas vezes é por falta de profissional no mercado. Muitas vezes é por falta de um toque de Deus no coração desses “profissionais.” Eu sempre coloco: nós que recebemos um Dom de Deus, quer seja ela como enfermeiro, como médico, como zelador, como porteiro, como poeta como você é, como cantor; cada Dom que nós recebemos, nós deveríamos levar ele de uma forma com Deus no coração. De uma forma humana. Isso como seres humanos ainda nos deixa a desejar. Muitas vezes nós não estamos vendo no outro, um ser humano. Nós que montamos essa estrutura queremos, se Deus assim o permitir e o povo de Pedreiras, chegarmos à Prefeitura, pretendemos melhorar a nossa equipe e trabalharmos com uma equipe mais humana, voltada realmente ao bem-estar da nossa população.
JOAQUIM FILHO: Lima, a atual Administração, ela às vezes, na mídia, na imprensa, nos blogs e nos facebooks da vida e, até nos bate-papos da rua, a gente observa que a atual Administração recebe muita crítica na questão do NEPOTISMO. Fala-se que na atual Administração se deu muito emprego para a família SILVA, quer dizer, é uma Administração de família. Queria que você falasse sobre isso aí. De que forma você vai administrar esse problema na sua administração?
IVALDO LIMA: Olha, o nepotismo deve ser analisado por vários pontos. Fala-se muito em nepotismo. O nepotismo, ele é quando é enquadrado no primeiro e segundo grau de parentesco. Todas as pessoas que são ligadas, em partes, da família da atual Administração, são de terceiro e quarto graus. Não são pessoas de primeiro grau e segundo grau como se diz. No meu caso, eu sou concunhado do Prefeito. Já é um terceiro grau, não é considerado nepotismo pela Lei. Vários setores da Administração Pública, que são cargos de confiança, não por ser parentes, mas por ter uma afinidade de confiança. Eu acho que gestor nenhum poderia estar trabalhando hoje colocando adversários dentro da Administração, só porque - digamos assim - o nepotismo possa exigir. O nepotismo exige, no seu primeiro escalão e no segundo. As pessoas de confiança que a gente tem aproximação maior já dizem, o cargo é de confiança. Então, eu acredito muito que com o trabalho que já está sendo feito de uma pre-campanha onde nós temos as questões partidárias e o trabalho da escolha de uma futura Administração, ela tem que ser voltada não para uma família, mas sim pensando em grupos e em pessoas que vão ter a capacidade de desenvolver os trabalhos, dentro da Prefeitura, voltada realmente à Administração Pública.
JOAQUIM FILHO: Bom, eu sei que está muito cedo para a gente está falando nisso, porque se não vão pensar que o blog já está elegendo você a prefeito. E, não é isso! Digamos o seguinte: se hoje você assumisse a Prefeitura de Pedreiras, no que você mexeria? Mudaria alguns cargos, secretarias, diretorias? O que faria hoje na questão da parte funcional da Prefeitura?
IVALDO LIMA: Com certeza já pensamos nisso. Já dialogamos com a maioria dos companheiros que hoje estão, podemos dizer assim, mais próximo da gente, com um trabalho mais voltado à pré-candidatura da gente, que uma Administração não pode ser feita simplesmente porque eu trabalhei em uma campanha, ou simplesmente porque eu tenho um grau de parentesco. Uma Administração, ela tem que ser estruturada realmente com responsabilidade e, acima de tudo através de um trabalho técnico onde todos aqueles que compõem, digamos assim, os grupos os movimentos, os partidos, as pessoas que estão envolvidas, elas possam realmente sentar para juntos dialogarmos e montarmos uma equipe para que possamos estar estruturando uma futura equipe de trabalho. Não pensando de forma isolada. Pensando na cabeça do Lima ou de uma pessoa que vai chegar e indicar. Mas sim, pensando num coletivo e pensando num futuro, que nós precisamos trabalhar mais a parte técnica, a parte administrativa e, acima de tudo pensando em que está lá na ponta de tudo, necessitando da Administração.
JOAQUIM FILHO: Lima, o que nós observamos nas Administrações Públicas e, nenhuma Administração Pública está isenta disso, é que se priorizam os incompetentes e sacrificam-se outros, as pessoas que têm competências dentro de um governo. Renumeram-se melhor os que não trabalham e pagam-se mal aos que trabalham de verdade. Você pretende corrigir isso, na sua Administração?
IVALDO LIMA: Olha, são todos os parâmetros que têm que ser analisados. Hoje quando se diz que está se “botando” uma pessoa que não tem a competência, você pode estar pensando em pessoas que são neutras politicamente. Eu posso colocar para você que o Prefeito Lenoilson, ele colocou todo o seu secretariado com pessoas humildes, que a população lá fora não tinha como pessoas competentes para desenvolver o trabalho. Filho de carpinteiro, filho de pescador, filho de lavrador, “sucanzeiros”, como se diz por aí, “mata-mosquito”. São pessoas que vieram do meio, são pessoas humildes e que deram sim, uma resposta positiva à Administração de Pedreiras. Infelizmente há na Administração um contraste ainda de cargos e salários de pessoas que estão desenvolvendo determinados cargos, que tem um salário diferenciado de outros que estão desenvolvendo um cargo - digamos assim - um salário inferior e uma atividade maior. Isso faz parte de um projeto onde se vai trabalhar o plano de cargos e carreira dentro do município e, que, irá dar sim, pelo menos dá um tratamento adequado àquele que desenvolve o seu trabalho com maior ênfase, maior qualidade e ser bem melhor remunerado.
JOAQUIM FILHO: Lima, o Brasil teve por oito anos um Chefe de Nação, um retirante nordestino LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, que foi metalúrgico, que foi torneiro mecânico e, assumiu os comandos desse País por oito anos. Na época, nós ouvíamos muito na mídia, nos meios de comunicação de alguns pseudos-intelectuais criticarem o LULA, que veio de baixo e chegar à Presidência da República. A gente hoje observa as pessoas chamarem você de “mata-mosquito”, devido a sua relação com a sua profissão. Você é funcionário público federal, entrou na SUCAM em 1988, já estar há vinte e quatro anos na SUCAM. Você sente algum tipo de preconceito, pelo fato de ser uma pessoa que veio de baixo, que tem um histórico de ser filho de uma família pobre e humilde. Você sente esse tipo de preconceito?
IVALDO LIMA: Sim, muitas vezes sim! Atualmente como pré-candidato, a gente muitas das vezes escuta os nossos adversários políticos usarem essa frase. ‘Nós vamos deixar um “mata-mosquito” ser prefeito de Pedreiras?’ Uma das coisas que sempre eu coloco como pensamento meu, de um colega que ele era meio-maluco, na nossa adolescência, que ele dizia. Eu dava conselho para ele não fazer as coisas erradas, pois eu sempre tive uma estrutura de igreja e de trabalho, e, sempre procurei aconselhar as pessoas. E, ele, uma vez me disse: “Caro colega, na mídia só se divulgam os que chegam primeiro e os que chegam por último. Se eu não posso ser um dos primeiros, eu vou ser o último.” Então, ele, automaticamente, por não fazer parte de um grupo chamado de elite que ficava lá na frente, ele se isolava de tudo e se tornava um “cara” praticamente chamado de zero a esquerda, que se drogava e brigava, porque ele não tinha um espaço. Infelizmente, a mídia hoje, principalmente no meio político tem muito esse pensamento negativo que pessoas que vieram lá de baixo não possam assumir cargos de confiança e de direção de um determinado setor: quer seja em empresa ou setor público. Eu coloco isso, Joaquim Filho e, vou lhe dar um exemplo: Nós sabemos quem é o dono do Armazém Paraíba! Sabemos o nome! Não o conhecemos! Mas nós não sabemos quem trabalha no Armazém Paraíba. Nós sabemos quem é o dono da empresa “A”, “B” ou “C”, mas não sabemos quem são os funcionários dela. As pessoas veem sempre naquele que tem a melhor condição financeira, e, não naquele que faz o meio, que é a base e o alicerce. Por muitas vezes você só olha aquele que é o miserável, que é o pobre e discriminado. Deixa-me triste quando as pessoas têm essa visão de achar que o político, ele tem que ser doutor, vir de uma família tradicional ou ser um grande empresário. Eu acho que não. Eu acho que nós que vivemos no meio, temos sim, a capacidade e a condição de também sermos gerenciadores dos recursos públicos. Até porque nós entendemos que eu não vou gerenciar só. Eu tenho toda uma estrutura de uma equipe que pensa e realiza. Uma gestão, ela não pode pensar simplesmente que eu sou o prefeito. Eu tenho que pensar que eu tenho uma comunidade que tem que participar. Tem que está atuando e dizendo onde é as suas necessidades e a gente ser simplesmente um gerenciador dos recursos que são do povo.
JOAQUIM FILHO: Lima, nós queremos agradecer a você pela entrevista. Obrigado por você ter recebido a equipe do blog aqui na sua casa, na sua residência e, nós queremos desejar boa sorte para você, assim como para todos que nós já fizemos a entrevista. A gente se preocupa em dizer que o blog é imparcial. Que o nosso trabalho é no sentido de colaborar para que Pedreiras tenha uma eleição transparente, uma eleição em paz. E nós queremos finalizar deixando o espaço para você fazer as suas considerações finais.
IVALDO LIMA: Em primeiro lugar parabenizar a você e a todos que compõem a administração do Blog, de realmente dá esse espaço para que nós possamos divulgar o nosso perfil e o nosso pensamento, nos quais a população possa conhecer e refletir um pouco daquilo que nós pensamos. Eu acredito ainda que Pedreiras, ela realmente vive esse momento diferente onde cada dia nós buscamos o que é melhor para a nossa cidade. Eu acredito que a partir da agora algumas pessoas que não conheciam o perfil do IVALDO LIMA possam conhecer a minha história. Porque geralmente jogar pedra nas pessoas é fácil, mas você joga pedra quando você não conhece. Geralmente nós éramos criticados. Muitas pessoas falam que eu enriqueci ilicitamente. ‘Quem era Ivaldo Lima?!’ E hoje você pode observar através do meu perfil que eu comecei trabalhar aos nove anos de idade. Tive uma esposa que me ajudou muito em minha vida, tanto na minha vida como família e, ainda hoje ainda a tenho que é uma pessoa que realmente eu admiro, pelo seu perfil, que sempre estar do meu lado. Minhas filhas, que são duas pessoas que eu adoro que vêm sempre somando comigo. Toda minha família: meu pai, minha mãe que são pessoas humildes, que até hoje moram em Trizidela. Meu pai tem um restaurante e minha mãe é costureira. Todo mundo conhece a Dona Maria Oliveira, em Trizidela. Adquiri meus bens através do meu esforço, do meu trabalho. Hoje graças a Deus, eu tenho a minha casa, tenho meu carro, meu apartamento, de forma honesta, porque trabalhei para isso. Eu acredito que um homem, ele tem que ter um ideal na sua vida. Porque o homem que não sonha, ele não pode viver muito. O homem, ele tem que estar sempre pensando no futuro, no bem-estar e, acima de tudo pensando no próximo como uma pessoa que também faz parte da sua vida. Eu penso muito no povo de Pedreiras e espero que a partir de agora, as pessoas passam a olhar o perfil do Ivaldo Lima como um pedreirense, como uma pessoa que pensa no futuro da nossa cidade. Parabéns a vocês mais uma vez e, espero poder ter contribuído, assim, para a escolha de um pré-candidato ou de um futuro Prefeito de Pedreiras. 

28 comentários:

  1. Dr. Allan Roberto2 de junho de 2012 00:43

    É... esse é o melhor candidato do grupo de Lenoílson para competir conosco. Parabéns, Lima! Que venha mesmo vc para o embate. Vai ser muito mais fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca é bom cantar vitória antes do tempo, pois a derrota para os que fazem isso se torna mais humilhante.Seja mais sensato "Dr. Allan Roberto".



      João de Deus.

      Excluir
    2. Dr. Allan,

      Lamento ver que voce tem se tornado um especialista em apreciar o MAU. Ja nos presenteou com Raimundo louro uma vez e agora, que vives em situacao limiotrofe com o MAU a si mesmo, que nos presentear com TOTONHO e essa gang.

      Excluir
    3. A questão não é de SENSATEZ, é de mera constatação de LÓGICA, meu caro Anônimo. Leia sem paixão o conteúdo sem conteúdo das idéias do candidato. A não ser que venham "comprar" a eleição.

      Excluir
    4. Dr. Allan Roberto,

      Pergunte para os funcionáros da antiga SUCAM, como foi a administração do sr. Lima à frente da CRESSUPE. Como foi a prestação de contas que ele apresentou para os associados, ele teve a audácia de apresentar em um pedaço de papel, depois fez ameaças aos associados, dizendo que levaria à justiça quem o criticasse. Será se pode?

      Excluir
    5. o prefeito lenoilson e sua mediocre comitiva deverian pelo menos respeitar o velorio d nosso querido amigo raimundão hoje domingo 23 no povoado são raimundo,pararam la p distribuir santinhos,o povo do sao raimundo esta revoltado com tamanha grosseria e falta d respeito,c toca laranja lima q tu não tem chance,nosso proximo prefeito e simplicio c deus quiser!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    6. c vc dono do blog tiver um pingo d descencia q eu acho q tem vai postar esse comentario do velorio do sao raimundo,c não postar e pq e mediocre e ta puxando saco pro lenoilson...

      Excluir
  2. Nao consigo engulir essa lenga lenga. O Ivaldo Lima passou esses anos todos comandando a Saude e os demais setores da Administração; no pleito passado dizia-se que os quatro anos anteriores foram "anos perdidos" e prometeram mudanças que não aconteceram; vem agora com a mesma "batida de lata". Qual é? Quer saber, não vi até agora nenhum candidato com um perfil sério. Tudo é embromação. Pode juntar o discurso do Lima com os dos demais inclusive o "Simplicio Salvador" que "nao há nada de novo sob o sol".
    Pelo amor de Deus - me compra um bode.

    ResponderExcluir
  3. A despeito do lado que se encontra, o Lima tem se mostrado competente e das vezes que foi convidado a prestar esclarescimentos, foi muito transparente e seguro. De todos os que estao na disputa interna de seu grupo, ele é o melhor. Tem mais chances de ganhar esta eleição mesmo com a adversidade das pesquisas neste momento, pois sempre aglutinou mais do que dividiu. Não lembro de fatos que denigram seu carater e seu comportamento em todo esses anos que o conheço. Não sou seu amigo nem tampouco amigo de alguem de seu circulo de amizades, todavia é inegável sua postura como homem de bem. Sejamos razoáveis ao emitir nossos conceitos, neste espaço; podemos agir com imparcialidade e assim o pretendo fazê-lo.
    pedreiraslivre

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, o mundo está perdido! Joaquim Filho meu FILHO, acabei de chegar da rua e, como de costume entrei no Pedras Verdes... meu fígado quase deu uma cirrose quando vi tamanha entrevista. não me dei o trabalho de ler ou de escutar uma frase desse rapaz. Esse sr, nunca foi e nunca será político. Como pode tamanha falta de respeito com o eleitor pedreirense. è uma vergonha, um gang que lesou os cofres públicos, fazendo o maior saqueamento que Pedreiras tem conhecimento. Ainda tem a coragem de dar a cara a tapa.

    Sinto muito dizer, mas, não há a minina possibilidade nem agora ou em qualquer momento desta figura ser prefeito de Pedreiras. Sem dó nem Piedade, aquele que tira o pão, o sustento, o tratamento de um necessitado, merece ser sacrificado, punido... . neste caso será condenado a sombra do esquecimento político...

    dessa vez, não vai colar...

    ResponderExcluir
  5. contratados

    COM LIMA NOS FICA MAIS 4 ANOS AINDA BEM, COM WALBER, JACINTO E OTACÍLIO NOS VAI PRA RUA PARABÉNS LIMA

    ResponderExcluir
  6. Fico triste em perceber o tanto que doi na ELITE de Pedreiras serem incomodada pelos mais humildes. Sera que o povo nao ver quer esse rapaz IVALDO LIMA, traz consigo o desejo daqueles que nao tiveram oportunidades na vida de chegar a um lugar no alto escalao. Gostaria de deixar uma pergunta, para ser prefeito de Pedreiras tem quer ser empresario do de supermercado, ser medio, ser empresario dono de desposito de cimento, ser dono de radio e tv e ter sangue azul. Vamos abracar essa luta meu povo, vamos pra rua e apoiar IVALDO LIMA. Ivaldo Lima, nao se deixe levar por esses comentarios de pessoas que nao tem capacidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio do Mercado2 de junho de 2012 09:58

      Povo Humilde, realmente, francamente Lima nunca mais.

      Excluir
    2. Que apelação meu filho.
      Voce deveria ter vergonha mesmo usando o anonimato para escrever essa boçalidade.
      A Porta da esperança é um programa do Silvio santos, ajeitar a vida financeira da familia não deve ser projeto envolvendo dinheiro piblico.
      Este Sr. que chamam de laranja nada mais é que um pobre coitado mesmo, refem de um gang que se instalou na prefeitura onde o grande chefão faleceu a pouco e sua herdeira agora quer se apossar do cargo.
      Mandato de 12 anos não existe, e o Brasil não é monarquia.
      Esse papo de ELITE é um grande desfarce, pois a esposa desse Senhor IVALDO LIMA que se quer sei o nome é a simplicidade em pessoa.

      Excluir
  7. Acabei de ouvir essa entrevista que, "realmente" mostra que esse cidadão "realmente" ainda tem muitao "realmente" que aprender para administrar "realmente" o nosso município. "Realmente" como ele disse "realmente" o pouco tempo que ocupou essa pasta foi "realmente" o suficiente para ele "realmente" não fazer nada. Fui cuirioso "realmente" em conferir a quantidade de quantos "realmente" esse senhor repetiu. "Reaçmente foram 32 "realmente". isso mostra "realmente" que quando uma pessoas não sabe se expressar, ela está se torna uma "Real Mente". Dá para acreditar? "realmente"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se oratória for requisito para eleger candidato, que tal eleger-mos o finado Hitler que com a sua "oratória" levou a Alemanha a destruição? Ou então Valdemiro Santiago, ou Edir Macêdo que com suas "oratórias" fizeram de igrejolas de fundo de quintal, potências econômicas e mundiais? Ora rapaz, analise a vida do canditado, se é honesto, se é trabalhador, se não tem processos contra ele, ou seja se é ficha limpa, e deixa dessa besteira de quem não tem inteligência e fica desfiando inveja atrás dos teclados de um computador.

      Excluir
  8. Nestes anos de existência,conforme os meus conhecimentos como visitante e apesar dos feitos da atual administração, a bela Princesa do Mearim ainda clama por melhorias em todos os campos. Surgem vários nomes de pessoas "idôneas" aspirando o maior de todos os cargos, prometendo mundos e fundos aos seus verdadeiros donos, sem contudo, terem qualquer compromisso com eles. O que se vê nas administrações, são apadrinhados comendo o pão e bebendo o vinho, sem pregar o sabão e, nem dar sequer as migalhas e as gotas do vinho a quem precisa. Concordo com algumas pessoas que dizem que: hoje, dentre todos os pretensos candidatos, somente dois, têm o perfil para administrar este município, O Sr.Ivaldo Lima e o Dr Walber. Que me desculpem os demais,pois gostaria de conhece-los melhor, daí então, quem sabe!Mudaria a minha opinião.

    ResponderExcluir
  9. Caríssimos pedreirenses, imploro-vos, repudiem estes fariseus, que subestimam e menosprezam os oriundos da humildade material. Lembremo-nos que de todos que aí se apresentam como pretensos candidatos a prefeito de Pedreiras, pelo que consta, nenhum nasceu em berço de ouro, sendo portanto, similares ou piores que os camelôs e mata mosquitos. Avaliem o ser humano pelas suas atitudes, e não pelo seu poder aquisitivo. Deus quando nos colocou no mundo, nos deu somente a vida, a razão e as riquezas naturais, para desfrutarmos, hoje, o mundo é deste jeito, exatamente por causa destas pessoas que fazem do dinheiro o objetivo único de suas vidas e esquecem da existência de Deus. Ainda continuo com o Lima e Dr. Walber como os melhores.

    ResponderExcluir
  10. por que não colocaram o comentário sobre o "realmente"? algo contra a realidade?

    ResponderExcluir
  11. Os pedreirenses estão de olho no concurso, o povo comenta pela cidade que estes cargos a nível superior serão ocupados pela as filhas de Hiltinho, Elias Bento, Ivaldo Lima e Raimundinho Rodrigues algum desse comentou em um bar da cidade que o concurso iria acontecer antes do prefeito terminar o mandato e que a efetivação teria que acontecer este ano.

    ResponderExcluir
  12. Para uma entrevista que tem 15 laudas, o entrevistado dizer 32 realmente, eu não vejo nada anormal. Pior é o Pelé que diz ha 70 anos e ninguém fala nada. Vai cozinhar cuscuz de fumo.

    Normalzinho

    ResponderExcluir
  13. MALDITO O HOMEM QUE CONFIA NO HOMEM...ESTÁ ESCRITO NA PALAVRA DE DEUS.
    WALBER, IVALDO LIMA, NÃO TEM NADA DE MELHOR QUE OS OUTROS. AINDA BEM QUE O POVO JÁ ESTÁ DANDO A RESPOSTA !!!

    ResponderExcluir
  14. Caríssimos hipócritas, imbecis, desinformados,incultos, procurem estudar. Saibam que, só os formados em Letras tem obrigação de se expressar e grafar de forma correta, sem erros, por que assim o curso exige. A repetitividade de palavras, erros de concordâncias, em um dado momento, muitas vezes está associada a um estado de espírito do interlocutor, no momento da atividade a que é submetido. Isto vai, do início ao término; no caso aqui, entrevista, portanto, não apontem erros se vc ñ sabe.
    Nota-se, aqui neste conceituado blog, as declarações de várias pessoas, que como eu se intitulam de anônimos e que cometem verdadeiras aberrações com a nossa maravilhosa língua. O mesmo com o Sr. Lima e Dr. Walber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Anônimo. Peço que ponderes seus vocábulos, apesar de concordar com você, e sabê-lo uma pessoa muito educada. Creio que aqui não exigem grau de escolaridade de nenhum opinador. Sei que você é uma pessoa de visão, e não concordo com este linguajar, tudo isso, depois de vê-lo deixar escapar entre amigos que tinha feito. Eu o conheço.

      Excluir
  15. Este impasse na coligação do Prefeito Lenoilson, tem causado grande prejuizo ao seu pretenso candidato, porque as pessoas ficam aborrecidas com tanta indecisão. Sabe-se que neste domingo próximo passado, ele bateu o martelo indicando o Dr. Walber. Só que existe um grande número de eleitores insatisfeitos com a indicação, fazendo um rebu daqueles na prefeitura e nas rodas de conversas. Enquanto isso, outros estão mandando ver!
    Vamos prefeito, eu o conheço como uma pessoa de bom caráter e decidida.
    Ivaldo Lima ou o Dr. Walber? Mas, se quer uma sugestão, contrate uma empresa de pesquisa hoje, e no dia 10 (dez) do corrente, lance-o com uma bela festa popular. E que DEUS nos ajude.

    ResponderExcluir
  16. Caro amigo anônimo, a questão que os pretensos candidatos que estão em evidência: LIMA E WALDER, deixa o prefeito em má situação. Primeiro: o WALBER NÃO COLA, Segundo: o LIMA NÃO DECOLA, fica difícil decidí.

    ResponderExcluir
  17. Realmente seu Lulinha, você foi no rumo, mas, a quetão que o grupo do prefeito não engole o pre-candiddato walber, um grupo de funcionários do primeiro escalão encabeçado pelo Rogério do pt, a secretário do peito do Lima " A DOCE CLOTILDE " essa é amarga igual ao seu secretário LIma, Renato Preira, Hiltinho e outros maias, realizaram uma reunião no CRESSUPE com a finalidade de apoiar o nome de lima a candidato a prefeito. O medo é dele s perderem a mamada do peito da prefeitura.

    ResponderExcluir
  18. vcs sao todos um bando de bobalhoe,pq p ser um bom prefeito , aunica coisa q conta e ter carater,honestidade,humildade e acima de tudo Deus em sua vida. E tudo se sabe que o sr lima possui.

    ResponderExcluir

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.