O POVO RIR E CHORA


Por: Joaquim Filho 

Fazer imprensa em Pedreiras ou qualquer lugar do Brasil, no rádio, em jornal ou na televisão (e agora nos blogs) não é ofício para qualquer um; embora o comunicador não tenha diploma de jornalismo seja de qual faculdade for, mesmo porque o simples fato de ter o “canudo”, isso não quer dizer que a pessoa esteja apta para tal função, não quer dizer que a tarefa seja tão fácil assim. 

Fala-se muito que Pedreiras e Trizidela do Vale são terras de artistas (poetas, escritores, cantores, compositores, artesãos etc). Como nós sabemos, ainda não existe escola para uma pessoa se tornar um artista. Têm sim, cursos que podem desenvolver o intelecto no que diz respeito à teoria sobre determinada arte: dança, música, balé, artes plásticas, literatura e muitas outras; mas o artista, o ser que produz arte já nasce pronto. 

É impressionante, como ninguém se refere a um comunicador nato, como artista! Caro leitor, a pessoa que vai para um estúdio de televisão, de rádio, redação de um jornal e desenvolve com maestria a função de jornalista, esse deve também ser chamado de um artista, o artista da comunicação. 

E nossa cidade tem vários desses artistas que trouxeram consigo desde o nascimento, o talento para a comunicação. E, claro, que se tivessem tido oportunidade de estudar, com certeza teriam mais conhecimento e profundidade do assunto. Também não vamos aqui tirar os méritos de quem passou vários anos estudando numa Universidade o curso de jornalismo. 

Dentre esses grandes comunicadores que temos em nossa cidade, hoje vamos falar e enaltecer o trabalho e a pessoa de Walter Júnior, essa figura que já tem a cara da televisão pedreirense e trizidelense, com muitos anos de estrada e poeira, exercendo com muita coragem e garra essa tão linda e perigosa profissão. 

Walter Júnior já está em Pedreiras há vários anos. Das vezes que saiu de Pedreiras, saiu de teimoso, mas ele e Dona Raimunda - sua digníssima esposa – sabem que é aqui o lugar deles, pois uma vez que beberam da água do Mearim... “tchau e bença!” 

Walter Júnior chegou a Pedreiras no início dos anos 90, para trabalhar na Rádio Cultura, emissora a qual chegou a ser Diretor Geral, onde liderava um grupo de profissionais com muito respeito e amizade. 

No Rádio, ganhou nome, conhecimento das pessoas e prestígio; fatores que o levaram para a televisão, sendo a primeira, a TV Atenas, onde foi também Diretor. Depois passou por várias emissoras, não só em Pedreiras, mas em vários lugares do Maranhão e do Brasil. 

Polêmico e muito corajoso, pois não é qualquer comunicador que tem a coragem de fazer a linha jornalística que Walter faz. Com ele não tem esse negócio de “alisar” ou “babar” seu fulano ou seu sicrano pelo simples fato de ter poder econômico ou político. Com Walter Júnior é assim: errou, ele desce a “ripa”. Acertou, ele joga confetes e elogia publicamente o cidadão que anda na linha do tempo de forma íntegra. 

A sua inteligência no jornalismo nasceu do empirismo contido no homem, esse ser capaz de se tornar agente de transformação do mundo que o cerca. A vida lhe fez um guerreiro, um combatente experiente que sabe as trilhas que pisa. E, por saber onde pisa, não admite que pisemos nos mais fracos, nos necessitados, nos desassistidos pelos poderes públicos; de tal forma e paradoxalmente falando, é a favor que a corrupção, a violência, a fome, a miséria, o desemprego e tudo de ruim sejam pisados e extirpados da nossa sociedade. 

Esse é Walter Júnior, o homem do bordão: “Tá certo, assim? Tá não! Tá certo, assim? Agora tá.” 

Certo assim ou não, sabemos que de volta a Pedreiras e Trizidela do Vale, Walter Júnior volta mais bem preparado, com mais conhecimento que agora não são empíricos, mas acadêmico-cientificistas: Bacharel em Teologia, Pedagogo com Pós-graduação, Pós-graduação em Filosofia, Jornalista, Radialista e Apresentador de TV. 

Atualmente está com o programa “O POVO RIR E CHORA” que ora é apresentado ao meio dia, de segunda e sexta, pela TV Terra Nova, afiliada ao SBT, do empresário Paulo Maratá, em Trizidela do Vale, com uma audiência muito grande. 
Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.