MPX e E.ON concluem assinatura de joint venture para criação de uma nova empresa de energia para o Brasil

A MPX, empresa de energia do Grupo EBX, de Eike Batista, e o player global E.ON AG, sediado na Alemanha, anunciaram hoje (18 de abril) a assinatura dos contratos definitivos para a criação de uma joint venture (JV) 50/50 para formar a maior empresa privada de energia do Brasil. Juntas, as companhias irão desenvolver projetos de geração de energia convencional e renovável, bem como atividades de suprimento e comercialização no Brasil e no Chile.

Em janeiro deste ano, as duas empresas assinaram um termo de compromisso para formar uma parceria estratégica. O dia de hoje marca a conclusão das negociações finais, incluindo o acordo sobre a nova estrutura organizacional e confirma os princípios operacionais desenhados no início do ano. A MPX possui 11.000 MW de projetos já licenciados que serão parcialmente aportados para a JV.

Para concluir o processo de estabelecimento da JV, algumas etapas relativas às questões financeiras e legais precisam ser finalizadas. Os trabalhos estratégicos já começaram e as duas empresas preveem que as ações em andamento sejam concluídas por volta de junho. A MPX e a E.ON esperam fechar a transação em torno de julho deste ano, quando as atividades serão iniciadas para fortalecer e assegurar a produção de energia para o Brasil e Chile.

“A conclusão com êxito desta etapa nos deixa mais confiantes de que esta parceria estratégica com a E.ON nos ajudará a crescer de forma rápida e com competência técnica. A MPX e a E.ON têm uma enorme sinergia. Possuímos amplo conhecimento do mercado brasileiro e 14.000 MW em projetos já licenciados, dos quais 11.000 MW serão desenvolvidos em parceria com a JV. Já a nossa parceira E.ON tem grande expertise em geração de energia, operando 69.000 MW no mundo, em gás, carvão e energia renovável”, afirma Eike Batista, Presidente do Conselho de Administração da MPX.

Johannes Teyssen, CEO da E.ON AG, afirma: “Hoje tivemos um importante marco para o desenvolvimento da E.ON como uma empresa internacional de energia. Ao criar a maior empresa privada de energia do Brasil, em parceria com a MPX, alcançaremos nosso objetivo estratégico de estabelecer uma posição significativa no país, um de nossos mercados-alvos. Assim que as etapas da transação forem concluídas, podemos colocar em prática a nossa visão de criar valor em energia térmica e renovável, no Brasil e no Chile. Com a nossa combinação de expertise e recursos, nos construiremos um negócio de sucesso juntos, que irá assegurar suprimento eficiente de energia para os consumidores desses países.”

Etapas para concluir o processo de estabelecimento da JV

1. Debenturistas poderão converter suas debêntures em ações da MPX.

2. Os ativos de mineração da Colômbia serão cindidos, formando a CCX, uma empresa totalmente independente da MPX, listada na BM&FBovespa Novo Mercado. Como parte do processo de spin-off a MPX irá transferir até R$ 814.000.000,00 à nova companhia.

3. A MPX irá levantar R$ 1.000.000.063,00 (€ 423 milhões) por meio de um aumento de capital. Nessa operação, a E.ON irá investir aproximadamente R$ 850.000.000,00, (€ 350 milhões) para obter uma participação de 10% na MPX.

11.000 MW em projetos

A nova companhia formada pela MPX e E.ON terá 50% dos 11.000 MW em projetos da MPX, que já foram licenciados. São eles: Usinas Termelétricas Açu, no Rio de Janeiro (5.400 MW), Central Castilla, no Chile (2.100 MW), Usinas Termelétricas Sul e Seival, no Rio Grande do Sul (1.300 MW) e a expansão da Usina Termelétrica Parnaíba (1.500 MW). Além disso, para a UTE Açu, a E.ON terá uma call option por meio da JV para uma participação adicional de 38,9% do projeto em valor contábil, permitindo assim que cada um dos parceiros alcance uma participação econômica de 50% no projeto. Como parte do grupo de acionistas minoritários, a E.ON terá direito de indicar um representante para integrar o Conselho de Administração da MPX.

*Considerando taxa de câmbio de R$ 2,3649.

SOBRE A MPX

A MPX Energia S.A., uma empresa do Grupo EBX, é uma empresa diversificada de energia com negócios complementares em geração elétrica, mineração de carvão e exploração e produção de gás natural na América do Sul. A Companhia tem um amplo portfólio de empreendimentos integrados de geração térmica, que excede 14.000 MW de capacidade e a posiciona estrategicamente para se tornar uma geradora privada líder. Na Colômbia, a MPX possui também uma empresa de classe mundial de carvão de baixo nível de emissões, com recursos potenciais estimados suficientes para uma produção de 35 milhões de toneladas por ano, e com infraestrutura integrada, que inclui uma ferrovia de 150 km das minas à costa e um porto de águas profundas. O carvão produzido na Colômbia será comercializado no mercado internacional, além de suprir as plantas da MPX no Brasil e no Chile. As usinas de geração da MPX serão também as principais consumidoras do gás natural produzido nos blocos terrestres da Companhia, que tem recursos riscados estimados em mais de 11 Tcf.

SOBRE A E.ON

O negócio diversificado da E.ON consiste em geração de energia, gás natural, comercialização de energia, varejo e distribuição. Um terço do portfólio equilibrado de 69.000 MW da E.ON é gerado através de tecnologias de baixa emissão de carbono, incluindo parques eólicos onshore e offshore. A E.ON opera uma das dez maiores empresas de energia renovável do mundo. Ademais, a companhia também opera grandes redes de distribuição de gás e energia e fornece energia a 26 milhões de clientes. Em instalações na Europa, Rússia e América do Norte, seus aproximadamente 79.000 empregados geraram vendas de € 113 bilhões em 2011. A missão da E.ON é fornecer soluções inovadoras de energia para seus clientes e criar valor superior para nossos investidores. E fazer isso de uma maneira que proteja o meio-ambiente, mantenha as pessoas em segurança e melhore a vida nas regiões em que a companhia opera. Em suma, a E.ON está empenhada em fazer energia mais limpa e melhor onde quer que faça negócios.
Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Pedras Verdes, Pedreiras, MA, Brasil.